Topo

TV Foco

Postado em jan 25 2015 - 8:10am Por TV Foco News
(Foto: Divulgação)

“E que os grandes acertos e os grandes erros da teledramaturgia equilibrem, de forma positiva, um grande final.”

A novela “Império”, da rede Globo, segue dividindo opiniões de muitos telespectadores. 

A história que vem se desenrolando nas últimas semanas era esperada desde o início da trama e, desde lá, já se ansiava pela briga pela herança de José Alfredo, o imperador da trama das 21h. Será que conseguimos nos lembrar quantas vezes já assistimos a uma briga por uma herança ou por uma cadeira presidencial em uma empresa? Sabemos que foram muitas, mas repetir esse tema é plenamente justificável, assim como uma personagem vingativa é ainda aceitável.

O que não é justificável é usar o mesmo tom nesse tema já usado por outras novelas. Verificamos isso ao enxergar o fraco personagem Maurílio, afinal ele quer vingar a morte do pai ou está se aproveitando disso para a ganância? É uma personagem vazia, sem história para contar. Ele apenas quer vingança ou apenas quer dinheiro, mas nem ele mesmo sabe porque quer isso. Situação vingativa essa à qual já assistimos um grande número de vezes.

Esses temas são justificáveis. A missão, entretanto, das novelas é reciclá-los porque, ao se fazer isso, dá-se um novo tom a esses assuntos. Esses mesmos temas repetitivos foram os que acenderam a audiência de “Império”, que repentinamente começou a subir na audiência, e poderiam ter acendido ainda mais se estivessem empregados de uma nova forma, pois copiando as formas já vistas, você mira apenas a audiência e perde a emoção de contar a sua história. Sempre que vemos algo tão parecido com algo já conhecido dizemos “Gostei, mas já vi melhor do que isso.”.

Por mais consagrado que seja o autor, será muito difícil ver, hoje, algo revolucionário na teledramaturgia que conquiste um grande sucesso. Há o lado bom de “Império”, que desestabiliza opiniões negativas, como o popular José Alfredo, uma personagem encarnada de forma esplêndida por Alexandre Nero. Sem esquecer-se de Lilia Cabral, mais uma vez brilhando em frente a nossos olhos, mas no papel de Maria Marta, uma vilã que transita entre ajudar o protagonista a quase uma antagonista.

E assim segue a novela “Império”: em uma balança com muitos telespectadores. E que os grandes acertos e os grandes erros da teledramaturgia equilibrem, de forma positiva, um grande final.

post do leitor

 

Texto escrito pelo leitor Yago Tadeu Borges de Souza.

lima-duarte-como-viriato-em-desejo-proibido-1337200773007_1920x1080

“A dona de casa se emocionou sem precisar ouvir uma palavra sequer daquele grupo de atores.”

Este fato aconteceu em 1973, quando era exibida a novela “O Bem Amado”, que foi uma das melhores teledramaturgias que a Globo já exibiu.

Uma novela das 22h, que não tinha tido sucesso por conta do péssimo texto, tinha sido dirigida por Lima Duarte, mas a direção de Lima Duarte não pode fazer algo pelo péssimo argumento e texto da novela. Estava para ser renovado o contrato de Lima Duarte. Para renovar, a Globo ofereceu a ele um papel na novela “O Bem Amado”. Era um papel de sexto nível, quase um figurante que às vezes falava. O papel era do capitão Zeca Diabo, que era um conhecido matador da região que raramente abria a boca e passava ao longe no cenário.

O grande Lima Duarte, que já tinha sido o grande diretor de uma das maiores novelas da TV brasileira, que foi Beto Rockfeller, aceitou o papel e renovou contrato com a emissora global. Lima dispensou o figurino da Globo e foi até uma rua em São Paulo especializada em roupas usadas. Com seu dinheiro, comprou um chapéu de palha velho, botas bem velhas, uma calça quase rasgada e um casaco de frio desgastado. E, assim, criou o personagem.

O começo das entradas de Lima Duarte no papel do capitão foram de grande sucesso, visto que ele, apenas caminhando ao lado de seu cavalo e olhando as pessoas, acabava assustando-as. O povo de casa passou a esperar todo capítulo que o capitão desse sua entrada. O autor da novela, então, viu, diante da interpretação do ator, que era um crime deixar Lima Duarte sem falas, e passou a lhe dar cada dia mais falas. Foi dessa forma que o capitão foi tomando espaço de cena e sendo um grande personagem na novela da emissora.

Recentemente, na novela “Caminho das Índias”, uma das mais emocionantes cenas da TV aconteceu entre Lima Duarte, Laura Cardoso e Tony Ramos. A cena, pasmem, leitores, não tinha fala. Era o momento de reconhecimento de paternidade de Lima Duarte, que era pai de Tony Ramos na trama. Lima, Laura e Tony, sem uma fala sequer, apenas em olhares e diálogo de olhares, aliás, o primeiro diálogo de olhares de uma novela, durante alguns minutos, fizeram valer a novela inteira. A dona de casa se emocionou sem precisar ouvir uma palavra sequer daquele grupo de atores. Nem preciso dizer que nenhum deles é da nova geração de atores, pois todos eram da TV Tupi e começaram na TV Tupi.

Ainda acreditamos que possam existir atores iguais a esses referidos a cima, bastando, para isso se comprovar, que as emissoras tenham textos que deem valor ao sentimento e não ao sexo e às sacanagens; Que deem chance às atrizes de teatro que existem no Brasil e não às menininhas bonitas e maneirosas que tenham amizades aqui e acolá com autores e diretores. A Record teve essa chance e jogou na lata de lixo.

Quem sabe a dona Iris, no SBT, conquiste mais espaço e entre de novo em novelas adultas, dessa vez com mais experiência pelo sucesso alcançado com as novelas juvenis.

Texto: James Akel

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Depois de um longo período de férias, a colunista que é odiada por uns e amada por alguns voltará ao trabalho. Fabíola Reipert, a mais polêmica das jornalistas de celebridades do país, estará de volta ao “Balanço Geral SP” a partir desta segunda.

Ela comanda no programa o quadro Hora da Venenosa, onde comenta notícias sobre os famosos ao lado de Reinaldo Gottino, Lombardi e a cobra Judite.

“Saudade deles e da minha linda Judite!!!!! Segunda estou de volta ao Balanço Geral e no meu blog no R7″, postou ela na legenda de uma foto em seu Instagram.

Ocupando sua vaga temporariamente no programa estava o ex-peão da “Fazenda” Felipeh Campos. Já as postagens em seu blog no R7 eram publicadas por Miguel Arcanjo Prado.

Reprodução: Twitter/RedeTV!

Reprodução: Twitter/RedeTV!

Mais uma grande perda para a família do cantor Chorão, vocalista do Charlie Brown Jr que “se foi” no início do ano de 2013. Faleceu na noite deste sábado (24) Tânia Wilma Abrão, irmã do cantor e prima da apresentadora Sonia Abrão.

Em seu perfil oficial do Twitter, a apresentadora da RedeTV! lamentou a morte da integrante da família.

“Minha prima Tânia se foi…Vai ficar pra sempre ao lado do Chorão, o irmão tão amado! É dor demais”, postou ela no microblog.

Wilma encontrava-se em coma no início da noite deste sábado. Ela foi mais uma das várias vítimas de AVC – Acidente Vascular Cerebral.

Reprodução: TV Globo

Foto: Reprodução/TV Globo

Neste domingo (25) será transmitido para todo o mundo a escolha da Miss Universo 2014. O evento, que pela primeira vez será realizado fora do ano em curso, escolherá aquela que ganhará a coroa universal das mãos de Gabriela Isler, que levou o prêmio em 2013.

Representando o Brasil, estará lá a cearense Melissa Gurgel, que venceu o concurso de Miss Brasil no ano passado.  Se ela vencer a disputa, será a terceira vez que uma brasileira conseguirá levar a coroa tão sonhada por mulheres do mundo todo.

A primeira a faturar o prêmio foi a gaúcha Ieda Maria Vargas, no ano de 1963. Depois dela, apenas a baiana Martha Vasconcellos, em 1968, conseguiu ser coroada.

Clima ruim...

Clima ruim…

Se você pensa que o clima só é quente no “Programa Silvio Santos” quando o jogo dos pontinhos – quadro de maior sucesso do programa onde são feitas brincadeiras com sub-celebridades  – é colocado no ar, você pode estar bastante enganado.

O jornalista Miguel Arcanjo Prado conta no portal R7 que Lívia Andrade e For – duas das integrantes do quadro – não se suportam de maneira nenhuma. Segundo ele conta, as duas se detestam tanto, que não se aconselha convidá-las para a mesma festa.

Ainda segundo a publicação postada nesta sexta-feira (23), as duas só se atuam mesmo quando a câmera está ligada, na gravação do quadro. Depois disso é distância, cada uma para o seu lado.

Vale lembrar que em agosto de 2014, Lívia já havia revelado não manter relações externas coma a apresentadora da Rede Família. “Nossa relação é só no palco. Você respeita o meu espaço que eu respeito o seu. Chata pra caramba!”, contou ela no “Domingo Legal.

Foto: Reprodução/TV Globo

Foto: Reprodução/TV Globo

O “BBB” 15 ainda mal começou e já tem gente pensando em desistir do tão sonhado prêmio de 1,5 milhões de reais. Na madruga da deste sábado (24), enquanto conversava com Tamires, Júlia revela não estar sendo fácil conviver na casa mais vigiada do Brasil.

“Muita gente queria que eu viesse para cá, mas eu achava que seria mais fácil. Estou me sentindo uma baleia. Não estou treinando, não fui nenhum dia para a academia, só como”, revelou Júlia para a colega de confinamento.

“Você está em um momento de fragilidade, igual eu tive. Ninguém vai te julgar 100% certo”, respondeu a amiga.

Júlia ainda revelou ser amiga da ex-BBB Kelly Medeiros, que a deu alguns conselhos antes de entrar na casa.

“Ela me disse que seria muito difícil. Mas eu não tinha noção que seria assim“, conta.

Com Fabíola Gadelha, audiência do "Cidade Alerta" registra queda (Foto: Reprodução/ TV Record)

Com Fabíola Gadelha, audiência do “Cidade Alerta” despenca (Foto: Reprodução/ TV Record)

Há quase três meses no comando da edição matutina do “Balanço Geral SP”, e há menos de um na apresentação do “Cidade Alerta” – cobrindo as férias do titular Marcelo Rezende – , Fabíola Gadelha vem tendo dificuldades quando o assunto é audiência.

A jornalista que veio da TV A Crítica – afiliada da Record no Amazonas – para apresentar telejornais na sede da rede Edir Macedo em São Paulo, à pedido de Marcelo Rezende, ganhou força dentro da emissora após a ida de Luiz Bacci para a Band, no início do ano passado.

Substituta de Rezende na apresentação do “Cidade Alerta”, Fabíola Gadelha não vem atingindo bons resultados de audiência. O telejornal policial que vem sendo comandado pela jornalista desde o final do ano passado, tem oscilado entre 6 e 8 pontos de média na Grande São Paulo. Com Marcelo Rezende, os números variavam entre 7 e 10 pontos, chegando a atingir até 11 em alguns dias.

Gadelha ainda vem acumulando uma série de derrotas para enlatados mexicanos exibidos pelo SBT entre o fim da tarde e o início da noite. Nesta semana, por exemplo, o “Cidade Alerta” foi derrotado pela novela “A Feia Mais Bela” em todos os confrontos até a última quinta-feira (21). Na segunda-feira (19), a reprise da trama mexicana alcançou sua maior vantagem sobre o jornalístico, marcando 7.5 pontos de média contra apenas 3.0 pontos da atração da Record.

Audiência do "Balanço Geral Manhã" ainda é baixa (Foto: Reprodução/ Instagram)

Audiência do “Balanço Geral Manhã” ainda é baixa (Foto: Reprodução/ Instagram)

Além do “Cidade Alerta”, a jornalista ainda comanda a edição matinal do “Balanço Geral SP”, o qual vem tendo uma audiência que vai de mal a pior. A moça vem oscilando entre 1 e 2 pontos e perdendo para o SBT no início da manhã, com índices abaixo do esperado pela emissora, tanto que o tempo de exibição do telejornal já foi encurtado. Cada ponto equivale a 67 mil domicílios na Grande São Paulo.

Efeito dominó
Tanto a grade matutina quanto o “Jornal da Record” tem sido prejudicados pela baixa audiência dos telejornais comandados por Fabíola Gadelha. Com os índices do “Cidade Alerta” em queda – o que causa uma grande mudança na média diária, uma vez que o telejornal ocupa 3 horas e 20 minutos da programação do canal – e com o efeito dominó provocado tanto na parte da manhã, quanto à noite, até a média-dia da Record vem sendo prejudicada.

Nos bastidores, comenta-se que a Fabíola Gadelha só continua no comandado do “Cidade Alerta” e do “Balanço Geral SP – Manhã”, porque é protegida de Marcelo Rezende, afinal, ninguém quer contrariar a vontade do apresentador que registra a maior audiência da emissora diariamente.

Agora só resta aguardar a volta de Rezende, que deve acontecer no dia 02 de fevereiro para que pelo menos a audiência de seu telejornal volte a crescer.

Foto: Instagram

Foto: Instagram

Mesmo “Alto Astral” ainda estando em seus primeiros meses de exibição,a Globo já inicia os preparativos para sua nova novela das 19h, que tem título provisório de “I Love Paraisópolis”. Na manhã deste sábado (24) os protagonistas da novela se encontraram para fazer a primeira leitura do texto do folhetim.

“Leitura com os manos e as minas, tá ligado?!”, postou a atriz Bruna Marquezine na legenda da foto em seu Instagram. Ela estava acompanhada de Tatá Werneck e Maurício Destri. Os três formarão o elenco principal do folhetim, que apostará em jovens nos papéis principais.

“I Love Paraisópolis” é de autoria de Alcides Nogueira e Mário Texeira. A direção do folhetim que substituirá “Alto Astral” será de Carlos Araújo e Wolf Maia. A novela tem previsão de estreia para o dia 11 de maio.

Ana Brenda Contreras e Daniel Arenas protagonizam a novela (Foto: Divulgação)

Ana Brenda Contreras e Daniel Arenas protagonizam a novela (Foto: Divulgação)

O SBT já começou a anunciar a novela “Coração Indomável” em sua programação. A trama mexicana, que substituirá “Sortilégio”, já teve sua chamada veiculada nos comerciais do canal paulista. “Uma nova paixão está chegando”, diz o locutor do SBT ao anunciar o folhetim.

Mesmo se tratando de uma produção inédita, a história não é nada desconhecida do público. Como já anunciamos aqui no TV Foco, “Coração Indomável” é remake da novela “Marimar”, um dos grandes sucessos mundiais protagonizados por Thalia.

Confira abaixo a chamada da novela, que começará a ser exibida a partir do próximo dia 23 de fevereiro:

Imagem de Amostra do You Tube

Publicidade